Polícia Científica identifica autor de estupro em Senador Canedo. Solução do caso foi apresentada à imprensa

Fonte: A A A

A integração entre as polícias Civil e Técnico-Científica foi fundamental para a solução de um caso de roubo e estupro, ocorrido em Senador Canedo, cujo esclarecimento foi apresentado à imprensa na manhã dessa terça-feira, 11 de julho, no auditório da Secretaria de Segurança Pública e Administração Penitenciária (SSPAP).

O crime aconteceu em janeiro deste ano, na zona rural de Senador Canedo e, na ocasião, os criminosos agiram com extrema violência. Um deles – Renato Ferreira da Silva – chegou a estuprar uma jovem.

Durante a coletiva de imprensa, o delegado Matheus Costa Noleto, de Senador Canedo, destacou a importância do trabalho desenvolvido pela Polícia Técnico-Científica, na obtenção de provas inquestionáveis da autoria do estupro cometido por Renato, 24.

O município de Senador Canedo é abrangido pelo Núcleo Regional de Polícia Técnico-Científica (NRPTC) de Aparecida de Goiânia e, nesse caso específico, trabalharam: o médico-legista André Franco e os peritos Olegário Augusto da Costa Oliveira, Fernanda Junqueira Loyola (Laboratório de Biologia Forense), Grasielly de Oliveira Lázaro e Nígela Rodrigues Carvalho (Laboratório de DNA), Mariana Moraes Tayer  (Laboratório de Papiloscopia)  e Erick Fernandes Florentino, da regional de Anápolis (10° NRPTC).

 

Aparelho microscópio da BIOLOGIA e DNA

Aparelho microscópio da BIOLOGIA e DNA

A investigação da Polícia Civil envolveu três importantes áreas da Polícia-Científica: a Papiloscopia, o Laboratório de Biologia Forense (para a análise de material biológico)  e o Laboratório de DNA. No local do crime os peritos da PTC (Polícia Técnico-Científica) colheram impressões digitais e sêmem, entre outros vestígios. Após análises, o autor do crime de estupro foi identificado.

Impressões foram colhidas no local do crime e analisadas

Impressões foram colhidas no local do crime e analisadas

Renato Ferreira da Silva foi indiciado por roubo – com uso de arma de fogo –  e estupro. Ele já cumpre pena em Anápolis, após ter sido preso com armas de uso restrito e  origem duvidosa. O delegado responsável pelo inquérito em Senado Canedo, Matheus Costa Noleto, já representou pela prisão preventiva em função dos crimes cometido em janeiro, para evitar que ele saia da prisão. O trabalho de investigação continua pois, segundo a investigação, Renato agiu com um comparsa, que continua foragido.

 

Servidores se destacam pela qualificação e dedicação

Servidores se destacam pela qualificação e dedicação

A Superintendente de Polícia Técnico-Científica – Rejane Barcelos – destaca a integração entre as polícias como uma conquista diária, extremamente positiva para as forças e principalmente para a sociedade. Ela também valoriza a dedicação e o profissionalismo dos envolvidos na investigação. Os laudos produzidos pela Polícia Científica são peças importantes do inquérito policial, pois fogem do senso comum e primam pela precisão e imparcialidade.

Polícia Científica – ciência a favor da verdade !

 

Goiânia, 11 de julho de 2017

Fonte: A A A
Publicado por:


Compartilhe