IMLs são prioridades das ações do Goiás Mais Competitivo e Inovador

Fonte: A A A

Equipe Goiás Agora

Fotos: Humberto Alves.

As obras de construção, reforma e ampliação dos Núcleos Regionais da Polícia Técnico-Científica (PTC) – onde funcionam os Institutos Médicos-Legais (IMLs) – são uma meta da força-tarefa formada pelo titular, Ricardo Balestreri, a superintendente da PTC, Rejane Barcelos, e demais integrantes da Segurança Pública e Administração Penitenciária (SSPAP), por meio do Programa Goiás Mais Competitivo e Inovador (GMCI).

Obras de ampliação da unidade de Luziânia e construção de Águas Lindas e Catalão devem começar a ser executadas já no segundo semestre do ano, o que vai desafogar a demanda de unidades já existentes e melhorar o atendimento à população.

Itumbiara

Em breve, o Governo de Goiás irá inaugurar a sede própria do IML de Itumbiara, no Sul do estado. O prédio já está pronto e foi construído com financiamento do Banco do Brasil (R$ 2.610.970,25).  Falta apenas a extensão da rede elétrica pela Celg para o início das atividades da Polícia Técnico-Científica na unidade.

O atraso da obra, iniciada em 2005, foi em decorrência do descumprimento do cronograma pela empreiteira. A estrutura é a mesma do IML de Aparecida de Goiânia, entregue em novembro de 2016.

Luziânia

Estima-se que, até o final de junho, seja aberto o processo de licitação para a ampliação do IML de Luziânia, no Entorno do Distrito Federal e, feita a contratação, as obras devem começar, na sequência, num prazo de 90 dias. Houve adequações na concorrência pública, submetida à revisão orçamentária, uma vez que a primeira cotação foi feita em 2015 – cerca de R$3,6 milhões.

De acordo com o gerente de Arquitetura, Engenharia e Serviços Gerais da Secretaria de Segurança Pública e Administração Penitenciária, José Francisco de Souza Júnior, a obra está orçada atualmente em R$5.307.185,99, sendo R$3,394.231,00 provenientes de verba de emenda parlamentar do deputado federal João Campos e a contrapartida do Estado de R$1,9 milhão.

Estrutura

Interditado desde fevereiro de 2017, o IML de Luziânia é o segundo maior do Estado e atende dez municípios da região. A unidade possui 1,2 mil metros quadrados construídos e será ampliado em mais 800 metros quadrados. O piso e o teto além das instalações serão trocados em conformidade com as normas da Vigilância Sanitária. O prédio ganhará uma sala especial para cadáver em putrefação, uma sala para exames de balística, uma sala para necropsia, uma central de climatização para sala de necropsia, uma câmara fria para 40 cadáveres, uma sala de raio-X para cadáveres em geral e outra de raio-X para cadáveres em putrefação. Atualmente, os atendimentos estão sendo remanejados para o Instituto Médico-Legal de Formosa.

Águas Lindas de Goiás

Para desafogar a grande demanda atendida por Luziânia, Águas Lindas de Goiás, também localizada no Entorno do DF, será a próxima cidade no cronograma da SSPAP a receber um IML. A obra conta com financiamento do Banco do Brasil no valor de R$4.478.720,37, liberado em 2015. Também há contrapartida do Estado. Neste caso, também foi preciso fazer a atualização de valores. A execução das obras, com duração de sete meses, está prevista para o segundo semestre. Segundo Francisco, o projeto é semelhante ao de Luziânia.

Catalão
O município de Catalão, no Sudeste Goiano, também será contemplado com um Núcleo Regional da Polícia Técnico-Científica em breve. O projeto foi encaminhado à aprovação da Vigilância Sanitária e após a autorização o próximo passo será a elaboração de projetos complementares. O edital de licitação deverá ser publicado em agosto de 2017.

Durante reunião na semana passada com a força-tarefa da Segurança Pública do GMCI, o governador Marconi Perillo anunciou a contratação de 31 engenheiros civis, eletricistas e arquitetos para execução de 18 obras da Polícia Técnico-Científica de Goiás, incluindo os IMLs, além de presídios no interior.

Melhorias no atendimento

A superintendente da instituição, Rejane Barcelos, afirma que as medidas vão reverter em melhoria no atendimento à população, além de representar também melhores condições de trabalho para os servidores públicos que precisam receber as famílias que passam por um momento tão difícil, que é a perda de um ente querido. Um dos exemplos da expansão do atendimento nesta área foi a entrega do IML de Aparecida de Goiânia em novembro de 2016.

As obras foram executadas pela Agência Goiana de Transportes e Obras (Agetop). Com área de 1.411 m² de edificações, distribuídas em dois pavilhões, a unidade desafogou a demanda de Goiânia e atende 13 municípios da Região Metropolitana. O investimento total do Governo de Goiás foi de R$ 5,5 milhões.

No térreo, estão salas de necropsia especial e comum, raios X, laboratórios, cartório para expedição de certidões de óbito, consultórios médicos para exame de corpo de delito, sala acústica de balística, além de estrutura administrativa, com recepção, banheiros e estabelecimentos. Na área superior, estão os alojamentos para médicos e peritos.

Assessoria de Comunicação da SPTC-GO
Superintendência de Polícia Técnico Científica de Goiás
Av. Atílio Correia Lima, n. 1.223  –  Setor Cidade Jardim –  Goiânia-GO –  CEP: 74425-030
Fone: (62) 3201-9545

Fonte: A A A
Publicado por:


Compartilhe