Homeopatia para a Dengue (2ª etapa)

Fonte: A A A

A Superintendência de Polícia Técnico-Científica (SPTC) da Secretaria de Estado da Segurança Pública (SSP), por meio de sua Divisão de Comunicação (DIVICOM), informa que, entre 15 e 19 de julho (entre 08:30 e 11:00 e entre 14:00 e 17:00), na sala de aula do Instituto Médico-Legal Aristoclides Teixeira (IMLAT) (no 2º andar), haverá a disponibilização, aos interessados, em uma 2ª etapa, do homeopático profilático para a Dengue (a 1ª etapa ocorreu no mês de abril deste ano).

WhatsApp Image 2019-07-10 at 11.35.06 WhatsApp Image 2019-07-10 at 11.35.05

O composto foi desenvolvido no Hospital de Medicina Alternativa (HMA) da Secretaria de Estado da Saúde (SES), foi denominado Homeopatia para a Dengue, e também tem aplicações nos casos de Zika Vírus e Chikungunya. De acordo com o Diretor-Geral do hospital, Heyler Luiz Leão, além de terem o mesmo agente causador, o mosquito Aedes aegypti, também possuem sintomas muitos semelhantes e, por isso, o medicamento é indicado para as três enfermidades.

O Diretor-Geral lembra ainda que o composto não é uma vacina, mas sim um reforço para o sistema imunológico e, em caso de doença, ameniza os sintomas e agiliza a cura. Para quem ainda não contraiu nenhum tipo de Dengue (existem quatro vírus circulando no Brasil), Zika ou Chikungunya, a prescrição é de duas gotas do composto a cada 3 meses, pois o efeito não é cumulativo.

WhatsApp Image 2019-07-10 at 11.35.04

Já nos casos confirmados de qualquer uma das doenças, é preciso ingerir cinco gotas do medicamento, quatro vezes ao dia, durante dez dias, para amenizar os efeitos e acelerar a cura. Não há contraindicação e adultos, crianças, jovens, idosos, bebês e gestantes podem tomar as gotinhas. A única restrição é para bebês que mamam no peito, pois, nesse caso, basta dar o medicamento à mãe e, pelo aleitamento, o bebê ficará protegido.

Fonte: A A A
Publicado por: