Goiás na Frente prevê investimentos de mais de R$ 200 milhões em obras para a Segurança Pública

Fonte: A A A

O programa Goiás na Frente prevê investimentos da ordem de R$ 218.826.566,56 em obras na área da Segurança Pública, nas cidades de Goiânia, Águas Lindas, Novo Gama, Santo Antônio do Descoberto, Caldas Novas, Catalão, Anápolis, Goianésia, Aparecida de Goiânia, Inhumas, Planaltina de Goiás, Formosa, São Luiz de Montes Belos e Rio Verde.

São obras de construção de presídios, quartéis, unidades penais, ampliação de vagas no sistema prisional e IMLs.

Em relação aos Institutos Médicos Legais (IMLs), foi entregue recentemente o de Itumbiara e outros serão construídos em três cidades: Catalão, Goianésia e Rio Verde.

Na lista, estão ainda obras nos quartéis do Corpo de Bombeiros nos municípios de Santo Antônio do Descoberto, Inhumas e Goiânia.

O presídio de Anápolis está com 99% das obras concluídas. Já estão com mais da metade das obras concluídas o Presídio de Jovens e Adultos de Águas Lindas, e o de Novo Gama. O presídio de Formosa, por sua vez, está com 75% das obras prontas; o de Planaltina de Goiás começou a ser construído em maio, e terá 388 vagas. Estão em fase de planejamento as obras da unidade penal de São Luiz de Montes Belos, que terá 212 vagas, e a ampliação de 300 vagas na Unidade Penal Casa de Prisão Provisória no complexo de Aparecida de Goiânia.

Ainda está previsto o início das seguintes obras em Aparecida de Goiânia: construção de uma unidade penal para regime semi-aberto com capacidade de 388 vagas em Aparecida de Goiânia; e a construção de duas unidades penais masculinas para regime fechado com capacidade de 776 vagas.

Em março, em entrevista, o governador Marconi Perillo afirmou que o governo federal fechou os olhos nos últimos 20 anos para o sistema carcerário, o principal gargalo do País atualmente, conforme classificou. Afirmou que, em Goiás, o governo estadual trabalha para reverter a situação, melhorar e ampliar o sistema.

Além dos recursos garantidos pelo programa Goiás na Frente, Marconi informou que tinha entregado ao ministro da Justiça pedido de R$ 500 milhões para regionalização de presídios.

Fotos: Wagnas Cabral

Gabinete de Imprensa do Governador de Goiás

Fonte: A A A
Publicado por:


Compartilhe